Photoshop: Bandido ou mocinho?

Photoshop: Bandido ou mocinho?

Estamos no ar com mais um daqueles posts da “metade azul do LIRABY”, que sou eu, o Rafael. (A metade rosa é a Lívia. Já repararam a ilustração aqui em cima no site?). Um post polêmico que trata de uma coisa que uns gostam, uns desprezam, e uns ignoram: O PHOTOSHOP.

5

É inevitável. A gente mostra a foto bonitona pra algum amigo ou cliente, e sempre, a primeira coisa que perguntam é: “Ah, isso aqui tem photoshop, né?” “Você photoshopou esse(a) céu/cabelo/brilho/pele, não foi?” Como se usar photoshop fosse uma grande trapaça.

Tenho vontade de responder “O que importa?” Claro que não esculacho assim, na lata. Mas é o que eu acho. Sabem por que?

Photoshop não é nada. O photoshop é apenas uma das coisas que podem ser usadas para transformar uma foto. E muito do que é feito no photoshop,  já era feito há muitas décadas, desde a época da foto em filme.

Você pode mudar radicalmente o formato do rosto de uma pessoa apenas pela maneira de iluminá-lo. Existe uma maneira “certa” de iluminar gordinhos para dar a impressão de que são magros. E de iluminar magrelos de modo que pareçam mais largos. Por que ninguém acha isso uma trapaça? E as lentes que, pela perspectiva que oferecem, deixam a modelo com pernas mais compridas do que são? As poses estratégicas, a maquiagem e etc?

Por anos, os fotógrafos usaram (e ainda usam) filtros polarizadoress em suas lentes, que deixam o céu azulão, e as cores em geral mais saturadas. Mas nunca ouvi ninguém polemizando eles. Nem as técnicas de “dodging & burning” que eram usadas para clarear ou escurecer partes da foto, nem as misturas químicas para alterar cores e etc.

No passado, ninguém sabia dessas coisas. Hoje, só se sabe que o photoshop faz tudo isso e muito mais. Mas quer saber? Eu nunca tive vontade de apenas fazer fotos da realidade nua e crua. Eu gosto de criar, e não registrar. Eu e a Lívia. Aí vai então, uma de nossas criações:

17263Aqui, usei luzes de todos os tipos e ângulos, e diminuí a intensidade das cores no photoshop. Fiz vários ajustes de contraste. Sem arrependimento algum, hahah. Dependendo da situação, nada nos impede de usar filtros também, efeitos e o escambau. Não para adaptar pessoas aos padrões de beleza, mas para criarmos algo que seja bonito para nós. Sei que não haveria jeito nenhum de obter uma luz como a dessas fotos acima naturalmente. Então, taquei três flashes nos seus tripés e montei todos em volta da Lívia. Se já montamos a produção, maquiagem e etc, não faz sentido deixar a luz ao acaso, nem deixar que um bando de engenheiros japoneses (que criaram sua câmera) decidam como suas cores vão sair no final.

Longa vida ao photoshop.
Amém.

Follow:

20 Comments

  1. 02/05/2011 / 17:39

    Se é para ter um resultado incrível como esse,vale a pena usar e abusar do photoshop!
    Adorei os efeitos!Confesso que não entendo muito,mas é nítido adorei!
    Parecem pinturas!

    • 02/05/2011 / 17:54

      Ei Carol! Valeu! O que deu esse ar de pintura nessas fotos foi também o uso da luz… Talvez mais do que o Photoshop…

      Fica bem diferente das do último post né… Nos dois usamos photoshop, mas naquele, usamos luz natural!

  2. 02/05/2011 / 19:06

    Wow, como as suas fotos são lindas! Você capricha mesmo, depois vou querer algumas dicas.

    PS: Muito obrigada pela visita, fiquei bem feliz. Que bom que você gostou. Espero mantermos contato

  3. 02/05/2011 / 20:31

    Olá Rafael!
    Primeira vez passando aqui e comentando, isso aqui é um show aos olhos e a alma ja esta nos meus favoritos!!
    Fala serio o que vale é a imagem, tipo olhou?gostou?
    pronto pouco importa o que foi feito na foto, que programinha usamos,olha se for pra ficar bonita imagem agente usa mesmo rsrsrsrsrrsrsrs

  4. Vivian
    03/05/2011 / 09:30

    Olá, tudo bom ? Gostaria de pedir um favor. Estou fazendo um post para o meu blog, e queria saber se vocês (em especial a Lívia) permitiria que eu usasse algumas fotos para fazer o post? Eu fiquei apaixonada pelo trabalho de vocês. Beijos ;*

    • Lívia Kizli
      03/05/2011 / 10:12

      Oi Vivian! Que bom que vc gostou tanto do blog! Vou te mandar um email!

  5. Dani
    03/05/2011 / 09:47

    Primeiro comentário meu aqui no blog, e antes de dar meu pitaco quero dar os parabéns por tudo: vcs são fotógrafos talentosos demais!

    Agora, sobre o photoshop: eu acho super válido exatamente como vc falou, Rafael: cores, texturas, saturação, esses efeitos que deixam as fotos lindas. Mas acho que o lado vilão do photoshop aparece quando ele é usado pra “corrigir”: tira barriga, tira celulite, retoca a pele, clareia isso, diminui aquilo. Quando a gente tira uma espinha, por exemplo, das nossas fotos, em casa, pra postar no Facebook, tranquilo. Só estamos querendo parecer mais bonitos e tal. Acho que a vilania do photoshop está nos editais de moda, nas fotos de propaganda, que colocam na cabeça de muitas meninas e meninos por aí que se não forem magérrimos, brancos de doer ou com um bronzeado maravilhoso, pele perfeita e afins, a vida não presta. Isso, pra mim, é o lado ruim, e é totalmente diferente dessas lindezas que vcs fazem (mesmo se vc acabar usando o photoshop na Lívia pra corrigir espinha ou outra coisa qualquer, rs.)

    Ui, me alonguei, mas é que gosto do assunto.
    Beijos pros dois!

    • 03/05/2011 / 14:28

      Oi Dani! Poisé!
      Outro dia no flickr, tinha um fotógrafo dizendo que a mãe de um menino, que ele fotografou, tinha exigido dele a correção digital da orelha do menino em todas as fotos (a orelha tinha um problema de formação de nascença). Só o que eu pensei foi “que diabo de mãe é essa?” Vê se pode, queredo mudar o filho…

      Eu acho que espinhas, cicatrizes leves, fios de cabelos despenteados e etc, são coisas temporárias, e nao tem problema. Mas tudo o que não é, por mim não devia ser mexido só pra ser “encaixado no padrão”. E o padrão é nocivo mesmo!

      • Dani
        04/05/2011 / 23:59

        Exatamente o que acho! Corrigir pra se adequar a um padrão é ruim e pode até causar estranhamentos: imagine aqueles que são tão corrigidos que qd a gente vê ao vivo pensa: mas é ele mesmo?

        Obrigada pela resposta!

  6. Thaís Franzoni
    03/05/2011 / 10:54

    Acredito no protoshop e em outros recursos que sempre existiram (maquiagem, há quantos milênios?) como técnicas e instrumentos para produzir arte. Realmente, fotos com intenções artísticas que utilizam de diversas tecnologias podem ser maravilhosas, tudo depende do gosto, do artista, etc. Aliás, existe foto sem tecnologia? Concordo com a Dani no que se refere a criar modelos comportamentais e estéticos. Todavia, dentro do paradigma contemporâneo exitencial em seus diversos aspectos (social, moral, etc), não há como estarmos ilesos do uso degenerado da teconlogia para fins, como no caso, não artísticos e sim meramente subjulgador de massas. É o caso de revistas que estão a serviço do mercado consumidor que criam imagens de mulheres irreais. Melhor é cada um se conscientizar do que é real, do que é arte e do que é marketing e, assim, escolher o que quer para o seu mundo.

    • 03/05/2011 / 14:36

      Thaís, obrigado pelos elogios!

      Não existe mesmo foto sem ajuste. A lente da câmera já molda a perspectiva e as cores. Depois o sensor da câmera (e antes dele, o filme) já interpreta a luz que vê e gera um arquivo bruto. Este vai ser interpretado de uma forma pelo photoshop, de outra pelo lightroom, de outra pelo digitalphotopro e por aí vai… A realidade vai sendo reinterpretada a cada passo. Por que não interpretá-la de propósito então, né?

  7. Thaís Franzoni
    03/05/2011 / 10:59

    Gosto muito do trabalho de vcs. Vejo-o como arte em primeiro lugar, ainda que haja marketing pesssoal. Mas qual é o problema disso? Todos, principalmente usuários de redes e mídias sociais, fazem isso.
    Parabéns. Continuem postando fotos maravilhosas.
    PS: Adorei as fotos dos noivos no parque guanabara!

  8. 03/05/2011 / 14:35

    Concordo com você. Além disso, o uso de softwares de edição de imagem, dá uma ajuda a quem não tem uma boa câmera, por exemplo.
    E eu gosto muito dessa possibilidade de brincar c/ a realidade; de mostrar além do que se vê :)

    Que legal vcs dois compartilharem o interesse pela fotografia. Eu e meu namorado também temos isso em comum (tenho que mostrar a ele esse blog).

    Parabéns pelo blog! Gostei daqui ;D

  9. 03/05/2011 / 20:01

    Nossa que fotos incríveis, ameii! Lindo trabalho, parabéns!!!
    Obrigada pela visita lá no blog =D
    Bjus!

  10. 18/05/2011 / 01:13

    Concordadíssimo, Rafael! :) Já falei disso lá no blog também e lembro que foi legal ver os comentários.
    As pessoas meio que menosprezam o trabalho quando sabem que a imagem é photoshopada, mas peça para elas conseguirem o mesmo resultado… Não conseguem.
    Photoshop não é sinônimo de action. Não é só clicar um botão pra tudo ficar perfeito e da forma como você quer. Também exige técnica, bom senso e bom gosto.
    Enfim, tudo depende da proposta de cada um. E eu ainda acho que o importante é ficar bacana no fim das contas.

  11. 13/07/2011 / 16:53

    Adorei o post Rafael! É incrível como as pessoas ainda encaram o photoshop como um vilão… Acredito que se for bem feito (como no caso das suas fotos, acho maravilhosas!) o trabalho final fica excelente! Inclusive, acho muito difícil um trabalho fotográfico ficar bom sem nenhuma edição. Há sempre o que reparar, e o photoshop está aqui pra isso :) Vida longa ao Photoshop!

  12. 30/08/2011 / 21:33

    NOssa lindo trabalho!!! Estou impressionada com a qualidade das fotos, iluminação parabéns, não tem como seguir, vi sua mensagem no meu lookbook e amei mto aqui, parabéns!!! :)

  13. 30/08/2011 / 21:33

    ops *não tem como não seguir o blog*…ja esta no meu bloglovin :)

  14. 11/09/2011 / 11:49

    So nao vale photoshop exagerado, como teve uma vez rolou da Cristiane Torloni pra Koleston, nada que mude drasticamente a realidade, mas eh que nem as plasticas, plasticas exageradas acho horrivel.

  15. 15/10/2013 / 20:35

    Fotos extremamente lindas!
    Rafael, trabalhei por pouco mais de 1 ano em um estúdio fotográfico daqueles que visam mais a quantidade de clientes do que a qualidade das fotos e vou te contar: as pessoas achar que o photoshop é essencial. A maioria, não todas é claro. Uma vez um senhor de quase 60 anos, super caucasiano, fez uma sessão de fotos e EXIGIU que fosse feito uma modificação “simples”: deixar seu rosto mais jovem e mais bronzeado. Eu fui obrigada a fazer algo que não concordo, o cara ficou parecendo um ALIEN.
    Eu gosto mais de LR, e acredito que existem composições, como a sua nessas fotos, em que as modificações artísticas são lindas. Gosto do Photoshop também mas me irrita a forma como as pessoas querem ficar “perfeitas” através dele.

    Eu penso que tudo tem que ser usado de maneira harmônica.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>