Onde ficamos em Paris + dicas pro AirBnb

Onde ficamos em Paris + dicas pro AirBnb

Paris, viagem, dicas, apartamento, airbnb, travel

Oi gente! Tava doida pra começar a compartilhar nossa eurotrip liratrip com vocês! Resolvi ir postando na ordem cronológica mesmo, tipo um diário de viagem mostrando um pouquinho do que a gente fez cada dia.

Não sei se já tinha contado aqui antes, mas nosso roteiro foi esse: 6 dias em Paris, 5 dias na região da Provença (sul da França) e 10 dias em Londres.

Eu confesso que 6 dias foi pouco tempo para Paris. Não pensava que ia amar tanto a cidade! Mas não me arrependo da nossa divisão de dias. Foi bom ter deixado coisas por ver, saímos de lá com aquele “gostinho de quero mais” e aquela sensação de que definitivamente era um “até logo” e não um “adeus” que estávamos dando pra cidade.

Bom, ficar 21 dias na Europa não é uma viagem barata… O euro e principalmente a libra, não estão muito convidativos, e Paris e Londres são duas cidades com custo de vida bem alto. Maaas, mesmo assim, acho que nós conseguimos fazer uma viagem bem econômica!

E uma das coisas que contribuiu bastante pra conseguirmos diminuir os gastos, foi a gente ter se hospedado em alguns AirBnbs. (AirBnb, pra quem não sabe, é um grande portal onde pessoas do mundo todo, anunciam para locação, suas casas, apartamentos, quartos,  e até castelos! Enfim, lá tem todo tipo de acomodação que você possa imaginar!)

Paris, viagem, dicas, apartamento, airbnb, travel Paris, viagem, dicas, apartamento, airbnb, travel Liraby_Paris_Viagem_AirBnb_04Liraby_Paris_Viagem_AirBnb_06

Não tem jeito, desde a nossa última viagem pra Nova York, fiquei viciada no AirBnb! Na primeira vez que fui, fiquei em um ótimo hotel na região da Times Square. Mas gente: Ficar num apêzinho, longe de Manhattan, lá no Queens, foi MIL VEZES mais legal! Foi perfeito!!! A sensação de estar realmente morando na cidade, mesmo que apenas por alguns dias, é muito divertido! A gente já tinha nossa padaria, nossa farmácia, kkk… E sem contar que fica muito mais barato!

A nossa experiência em Paris – que foi nesse studio que vocês estão vendo nas fotos – foi tão boa quanto a primeira em NY. Dessa vez o espaço era bem menor, um studio é na verdade o que a gente chamaria de kitnet!
Mas eu achei tão fofo ver como as donas souberam aproveitar tão bem cada cantinho! Lá tinha tudo o que a gente precisava, e tudo estava super limpinho, bem cuidado, bem decorado… Outra coisa que a gente gostou muito foi da nossa localização. Ficamos colados na Rue Oberkampf, que fica super movimentada a noite, com muitos bares legais e muita gente jovem e animada.

Também contamos com duas estações do metrô bem pertinho de casa. Nos primeiros dias a gente resolveu ficar só a pé, porque o bairro onde ficamos (République) além de já ser uma área muito interessante, está próximo a vários pontos legais de se explorar, como o cemitério Père Lachaise, Canal Saint-Martin, o Marais

No início eu pensei que a gente ia ficar andando só a pé. Mas logo a gente viu que não duraríamos nem 10 dias se não tratássemos  de economizar um pouco as pernas. É que eu e o Rafael somos daqueles que só voltam pro lugar onde estamos hospedados, pra dormir! A gente acorda cedo, vai pra rua e só volta tarde da noite! E nessa viagem então, foi bem tarde mesmo, porque só começava a escurecer lá pras 10:00! Eu vibrei com isso!!!

Paris, viagem, dicas, apartamento, airbnb, travelLiraby_Paris_Viagem_AirBnb_08Liraby_Paris_Viagem_AirBnb_09Liraby_Paris_Viagem_AirBnb_10 Liraby_Paris_Viagem_AirBnb_11 Liraby_Paris_Viagem_AirBnb_13Liraby_Paris_Viagem_AirBnb_14

Mesmo tendo uma micro cozinha, quase não fizemos refeições em casa. Teve um dia que tomamos o nosso café da manhã por lá, mas fora isso, no máximo esquentamos uns lanchinhos.

No dia da nossa chegada, não tivemos a chance de conhecer nossa anfitriã, mas ela deixou pra gente todas as instruções importantes e um vinho de boas vindas! Fofa né? Depois de tomar um banho e desfazer nossas malas, a gente foi dar um passeio pelas ruas próximas. E a ficha começou a cair! E eu comecei a me apaixonar perdidamente por Paris! E a fotografar cada janela floridas que surgiam na minha frente! (Ou seja, todas as janelas, kkk!)

Voltamos pra casa e começamos a beber o vinho que tínhamos ganhado, mas aí me veio uma ideia melhor! Pegamos a garrafa e seguimos para o Canal Saint Martin. A noite tava uma delícia, e as margens do canal estavam cheias de gente. A maioria parecia ser adolescentes, e a gente achou engraçado sermos os tiozões do lugar, haha! Mas a minha ideia acabou sendo realmente ótima, a gente tava tão feliz por estar em Paris, ver o canal, as luzes, ouvir as conversas em francês… Tudo era tão mágico!!! Nossa primeira noite por lá, não poderia ter sido melhor!

Liraby_Paris_Viagem_AirBnb_15Liraby_Paris_Viagem_AirBnb_16Liraby_Paris_Viagem_AirBnb_17Liraby_Paris_Viagem_AirBnb_18Paris, viagem, dicas, apartamento, airbnb, travelLiraby_Paris_Viagem_AirBnb_20Paris, viagem, dicas, apartamento, airbnb, travelLiraby_Paris_Viagem_AirBnb_22Liraby_Paris_Viagem_AirBnb_23Liraby_Paris_Viagem_AirBnb_24

Bom, como vocês puderam ver, sou muito fã do AirBnb e só tive experiências super positivas até o momento. (E não estou ganhando nada para divulgar o serviço deles!) Então, como diz o título do post, quero compartilhar com vocês quais são meus critérios pra escolher uma hospedagem por lá. Quem sabe possa servir de ajuda pra alguém, né?

1- Defino meu valor máximo (pra não sofrer vendo casas maravilhosas que eu não posso pagar)
2- Vou no mapa ao lado dos anúncios e começo a dar zoom na região do centro ou de bairros em que eu gostaria de ficar. (Pra isso é importante pesquisar sobre a cidade antes.) Ah, e sempre dou preferência para as opções mais próximas às estações de metrô!
3- Ignoro anúncios sem nenhum review. (Deixo pra alguém mais corajoso inaugurar! Tenho medo de cair numa fria, acho melhor evitar…)
4- Busco por beleza! :) Quero sempre o mais bonitinho, bem decorado, bem iluminado e colorido – dentro da minha faixa de preço e localização.
5- Leio toooodos o reviews. Vejo se as fotos são verificadas pelo site (fica uma marca d’água nas fotos), sem tem wi-fi, cozinha equipada, banheiro com tudo em ordem, cama confortável… Depois vou checar o mapa na página do anúncio, coloco no street view e dou uma circulada pelas ruas da área demarcada (aparece um círculo em uma área porque muitas vezes você só fica sabendo o endereço exatinho quando reserva, ou se perguntar ao host).
6- Se eu estiver gostando de tudo na propriedade, vou dar uma olhada no perfil de quem está alugando. Me sinto ainda mais confiante quando o host tem suas informações verificadas pelo AirBnb. Tem uns que disponibilizam link pro perfil no Facebook também. Sempre dou uma espionadinha.
7- Mesmo se eu estiver amando um anúncio loucamente, prefiro não reservar de cara. Crio uma wishlist e vou colocando meus favoritos nela. No AirBnb geralmente tem muita opção, gosto sempre de ver vários anúncios antes de tomar uma decisão. Depois que selecionei uns 5 favoritos, aí volto em todos e comparo preço/beleza/localização. O que levar notas mais altas pra esses três itens, ganha.
8- Troco algumas mensagens com o host escolhido antes de fechar, fazendo perguntinhas bobas, com a intenção de verificar o tempo que ele leva pra me responder, se tem boa vontade, se é educado, esse tipo de coisa.
9- Na hora de reservar, aproveito que eles aceitam paypal pra pagar com a cotação do dia (e tente escolher um bom dia se possível, hehe). Sempre que possível, eu prefiro já saber logo o quanto vai me doer a facada do que correr risco de sustos ainda maiores no fim do mês, comprando direto com o cartão de crédito. Atualizado: Parece que agora o AirBnb tem opção de pagamento por boleto também! :)

Bom, é isso! Se tiverem dúvidas ou mais dicas para acrescentar, podem me falar nos comentários! Semana que vem volto com mais um pouquinho de Paris! Bjo!

Follow:

16 Comments

  1. 18/07/2015 / 16:37

    Gente, que post maravilhoso!!! Quero morar nesse apartamento, agora, hahaha. Mesmo sendo kitnet :D :D.
    Empolgada pelos próximos posts, principalmente Londres, minha cidade maravilhosa <33

    • Lívia Kizli
      20/07/2015 / 15:38

      Que bom que gostou Andrea! Então Londres vai ser sua parte favorita? Que bom, porque vai ter muuuito post de lá, ai que saudades só de pensar! :)

  2. 19/07/2015 / 18:17

    amei esse post!
    eu nunca viajei pelo airbnb, mas com certeza é uma coisa que farei tão logo eu puder.

    as dicas de vocês foram maravilhosas e esse lugar que ficaram é encantador.

    Confesso que nunca gostei de Paris :/ Vamos ver se eu mudo de opinião com os posts de vocês.

    abraços!!!!

    • Lívia Kizli
      20/07/2015 / 15:49

      Jess, você acredita que até recentemente eu também não dava muita bola pra Paris? Faz pouco tempo que comecei a me interessar pela cidade e a realmente desejar conhecer. E ainda bem que isso aconteceu porque eu AMEI Paris. Vale muito a pena conhecer, tomara que nossos posts ajudem a te convencer! :)

  3. 20/07/2015 / 14:29

    Que delícia de kitnet! Tudo perfeito! E deve ser maravilhoso Paris nessa época… Fui no outono passado, escurecia cedo e quase não vi janelinhas floridas. Mas só estando lá pra sentir como Paris é apaixonante! Voltei pra casa mas não paro de sonhar com aquela cidade!! Quero ver mtos posts de lá pra eu matar a saudade ;)

    • Lívia Kizli
      20/07/2015 / 15:52

      Ai Fernanda, eu também não paro de sonhar com Paris! Fiquei muito apaixonada! Confesso que eu não entendia bem porque todo mundo se derrete tanto de amores por lá, mas agora eu sou mais uma no time! hahaha!

  4. 20/07/2015 / 20:20

    gente, que apartamento maravilhoso! <333

  5. Fran
    20/07/2015 / 21:28

    Que post mais fofo!!! Eu nunca me hospedei pelo AirBrB porque eu era do tipo estudante-pobre-que-fica-em-hostel mas se um dia eu usar o site as suas dicas foram ótimas! Principalmente a de mandar perguntas pra “sentir” o anfitrião, eu nunca tinha pensado nisso… Estou doida pra ver os próximos posts, principalmente o de Londres, morei lá um tempo e sinto saudades e um amor louco por aquela cidade até hoje. <3 E nada melhor que ver as fotos com certeza INCRÍVEIS que vocês tiraram lá!
    Beijos!

  6. Delmar das Graças Celestino
    21/07/2015 / 11:42

    Que legal!!! ótimas dicas , informação é tudo e você informou de maneira agradável .O que poucos sabem é que você é ótima companheira de viagem né tia Lívia rsrs .

  7. Jaine
    22/08/2015 / 16:00

    Olá! Amei esse apezinho! Seria possível vc me passar as referências dele para eu ver se está disponível? Estou com viagem marcada e vou estrear o airbnb :)

  8. Carol Baêta
    29/09/2015 / 16:58

    Oi Lívia, sua lindona! Tudo bem? Você se importa de me indicar a casa que ficou em NY? Também estou procurando pelo airbnb e eu não quero ficar em Manhatan… rsrs muito caro! Agradeço desde já! Bjos. Amo o seu blog.

    • Lívia Kizli
      03/10/2015 / 13:17

      Caroool, desculpa a demora! Esses últimos dias foram loucos, não sobrou tempo pra cuidar do Liraby… Eu vou logar no meu AirBnb e procurar, te mando por email pra mão correr risco de vc não ver! Bjoooo!!!!

  9. 03/02/2016 / 15:06

    Tô amando os posts da viagem para a França!! Quero muito ir para lá e acho que o roteiro vai ser parecido com o seu (preeeciso conhecer Giverny e Provença)! Tem muita gente falando bem do Airbnb e já quero experimentar. Me apaixonei por esse apê, quero ficar nele também hehe ♥

  10. Ana
    22/05/2016 / 21:09

    Olá, Lívia!! Olha, já li centenas de blogs sobre todo tipo de lugar, cidade e pais, mas o seu realmente está super gostoso de ler e a gente quase sente o que você sentiu!! Parabéns!
    Eu vou para Paris no próximo dia 27/06, mas já é minha 7a vez!! No entanto, nunca fiquei – em nenhuma cidade – num Airbnb. Já vi que você gosta e eu estou me acostumando com a ideia. Só que eu vou sozinha. Você acha que é uma boa? Você ficou na République, certo? Pode me dar mais alguma dica em relação a esse tipo de hospedagem? Super agradeço!

    Abraços,

    Ana C.

    • Lívia Kizli
      30/05/2016 / 15:15

      Oi Ana! Desculpe a demora!
      Nossa, eu super recomendo ficar num airbnb. Nunca viajei para fora sozinha, mas não acho que isso seria um fator que me faria desistir de me hospedar num airbnb. O importante é ficar num local bem seguro, em que você se sinta confortável para andar sozinha em qualquer horário. Nesse studio que ficamos eu ficaria sozinha numa boa. Apesar de ficar no final de um “beco” mais vazio, os arredores eram bem movimentados a noite, tinha um clima muito animado e me senti bem segura. Acho que vale a pena você pesquisar locais nessa região sim! Bjo!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>